Uma nota sobre a sociedade brasileira

Quero aproveitar esse fim de semana em que o ENEM deu um balde de água fria nas pessoas de raciocínio estagnado nos anos 60. Mas não vou aproveitar para falar sobre o que as pessoas estão tão aclamando e sim sobre o quão a frente estamos em comparação aos outros países.

Fica claro no nosso dia a dia o quanto o brasileiro valoriza mais a língua inglesa do que a sua própria. Até os portugueses ficam fazendo piada sobre nós do tipo "Quando vocês vão aprender português?". Isso porque nós brasileiros preferimos as músicas em inglês, assistimos seriados legendados a pesar de termos uma das melhores dublagens do mundo e valorizamos muito mais a cultura americana do que a nossa própria. Ou pense com você mesmo; "Você sabe todos os estados brasileiros e as suas capitais? E os estados dos Estados Unidos?".

Meus leitores, vou aqui indicar um ponto em que os brasileiros estão a frente dos estados-unidenses e até de muitos países europeus! Nós temos uma presidente mulher e divorciada. Sim, Dilma Rousself se divorciou de Cláudio Galeno Linhares em 1969 (só oficializado em 1981) e de Carlos Araújo em 2000. Quando Dilma ganhou a eleição foi uma grande comemoração por termos uma líder mulher, mas vocês sabiam que ela é divorciada? Países como França e EUA não deixariam isso passar.

Como podemos ver o caso de Sarkozy e Carla Bruni, depois do boato de traição a vida pessoal deles passou a ser alvo de interesse internacional. Nos EUA temos o ex-presidente Bill Clinton que é lembrado pelos seus escândalos sexuais e não pelo seu governo. O príncipe Charles será lembrado por ter traído a Lady Diana. Enquanto que no Brasil, a nossa presidente será lembrada pelas suas frases épicas e por durante o seu governo o dólar ter chegado ao valor de 5 reais, mas nunca por ela ter se divorciado duas vezes. Nesse ponto estamos a frente dos países mais avançados porque a vida privada da nossa líder não tem importância nenhuma. Meus parabéns brasileiros!

Antes de você comparar o Brasil com o exterior pense nisso.

Nenhum comentário: