Deixei de viajar porque ele pediu

Olá leitores.

Vocês já deixaram de fazer alguma atividade porque o seu parceiro pediu? E viajar? E ter certas amizades?

Outro dia ouvi um caso de uma menina que deixou de viajar, sendo que já estava tudo pago e reservado, porque o seu ficante pediu que ela ficasse. A menina jogou dinheiro fora e perdeu uma oportunidade de conhecer lugares novos porque um menino sem compromisso e exigências sociais pediu. Provavelmente ela fez essa escolha porque gostava muito do rapaz e achou que o perderia se ela viajasse.

"Mas Laura, amor de verdade a gente sabe quando é. A menina estava apaixonada. Ela queria passar tempo com ele."
Amor de verdade iria continuar sendo amor de verdade se ela tivesse ido viajar. E é nesse ponto que eu quero chegar, leitores.

O relacionamento entre a menina e o ficante usado como exemplo não é saudável. Em um relacionamento saudável a menina iria viajar sem sentir a pressão de perder o garoto. Um relacionamento saudável é baseado no amor e no diálogo. Não em ameaças e insegurança.

Leitores busquem sempre um relacionamento saudável. Ele é bom para a sua saúde física e mental, além de só trazer energias boas para o seu entorno. Para um relacionamento saudável o casal deve ser também dois indivíduos. Eles devem ter suas atividades separadas e devem ter o seu espaço pessoal. Isso não diminui o amor. Na verdade isso o faz durar mais.

Também conheci um caso de duas melhores amigas, unha e carne, elas tiveram que estudar em escolas diferentes e isso fez a amizade morrer aos poucos. Porque as duas começaram a ter novas amigas e se viram cada vez menos, mesmo tendo milhões de meios de manter a amizade. Mas o ciúme fez quebrar tudo. Uma das meninas não aceitava a falta de exclusividade da outra. Começaram a ter brigas bobas até que a outra menina desistiu de procurar a suposta melhor amiga.

Uma amizade pode ter várias formas e jeitos de se relacionar, não precisa de exclusividade e de presença física. Basta um contato, lealdade e memórias (ruins e boas).

Hoje eu estou em um relacionamento saudável e eu posso viajar sem o meu companheiro se sentindo largado no canto. Hoje eu tenho poucos e ótimos amigos.

Imagem; acervo pessoal, Laura Tui e Paul di Bordeaux

Nenhum comentário: